close
logorovivo2

GRAVE: Marido já foi liberado, mas mulher atacada por pitbull segue internada

Cão avançou contra eles e PMs receberam autorização para abate

FOLHA DO SUL ONLINE

26 de Abril de 2019 às 17:07

GRAVE: Marido já foi liberado, mas mulher atacada por pitbull segue internada

FOTO: (Divulgação)



Foi identificado o casal que, na noite de quarta-feira, 24, ficou ferido ao ser atacado pelo pitbull da casa, no bairro Cohabinha, em Vilhena. Trata-se de Almando Hegner, 50 anos, e a esposa dele, Vera Lúcia de Souza Hegner, 40. Ele já foi liberado após receber atendimento e ela continua internada no Hospital Regional. A mulher sofreu um profundo corte no braço.

 

VEJA MAIS:

 

TRAIÇOEIRO: Pit Bull ataca donos e é morto a tiro pela Polícia Militar



Diferente do que foi noticiado pelo jornal anteriormente, o boletim de ocorrência registrado na polícia dá conta de que o primeiro a ser atacado foi o homem, de 50 anos. Sua esposa, ao tentar socorrê-lo, também sofreu mordias, e ficou em situação mais grave.



Quando a PM chegou ao local, ambas as vítimas já estavam dentro de casa, enquanto o cachorro estava solto, latindo no quintal, bastante agitado e agressivo. Diante disso, os donos deram autorização, caso fosse necessário, para que a polícia abatesse o animal, uma vez que a mulher estava sangrando dentro de casa.



Quando os policiais entraram no quintal, o cachorro avançou contra eles. Diante do risco de ataque, foi preciso abater o pitbull. Os três agentes da lei dispararam sete vezes contra o cão, que morreu no local. 



Após o abate, as vítimas foram socorridas e levadas ao Hospital Regional de Vilhena. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS