close
logorovivo2

REINCIDENTE: “Eu vou matar você, seu neguinho sem vergonha”, dispara suspeito para policial

Orientado sobre estar atrapalhando o trabalho da polícia, ele soltou: “Vocês não sabem com quem estão se metendo”

FOLHADOSULONLINE

29 de Abril de 2019 às 15:09

REINCIDENTE: “Eu vou matar você, seu neguinho sem vergonha”, dispara suspeito para policial

FOTO: (Divulgação)

Na noite de sábado, 27, um homem e uma mulher foram presos no Residencial União por receptação, ameaça, desacato, desobediência e outros ilícitos penais. De acordo com o Boletim de Ocorrência, ambos já tinham passagem pela polícia em Vilhena. 



O caso aconteceu enquanto o Núcleo de Inteligência da Polícia Militar rastreava um celular roubado e chegou ao endereço onde o sistema do aparelho apontava que ele estava. Ao chegar lá, o celular passou a emitir um som e uma mulher de 33 anos, já conhecida pelos policiais por ter passagens por tráfico de drogas, foi abordada, mas se recusava a dizer quem tinha deixado o aparelho em sua casa.



Pouco depois, ela disse que havia comprado o celular naquela manhã. Segundo a suspeita, um homem deixou o objeto em sua casa, para que ela verificasse se era bom, e depois iriam negociar o valor. Ela contou ainda que quem lhe entregou o smartphone aparentava ser usuário de drogas. Porém, sua versão foi mudada três vezes, e em uma delas disse ter ganhado o aparelho de uma pessoa, mas não quis dizer o nome.



Um homem de 32 anos ainda tentou impedir o trabalho da policia, pois enquanto a suspeita era interrogada, ele dizia para ela não falar nada. Quando o comandante foi em direção aos aparelhos que estavam na janela da casa, o segundo abordado, que até então estava no portão, correu para dentro da residência, investiu contra o agente da lei e ainda pegar um dos celulares, com a justificativa de que o aparelho lhe pertencia.


Orientado sobre estar atrapalhando o trabalho da polícia, ele soltou: “Vocês não sabem com quem estão se metendo”. Diretamente ao comandante, disse: “Eu vou matar você, seu neguinho sem vergonha”. Antes que ele pegasse algum aparelho, foi contido e algemado. Diante disso, passou a gritar por socorro.



Foi dito pela mulher abordada que o homem de 32 anos tem outras passagens por investir contra policiais durante ocorrências. 


Diante dos fatos, ambos receberam voz de prisão. A mulher, por receptação, já o homem por ameaça, desacato, desobediência e por perturbar os trabalhos policiais. Os celulares foram entregues ao escrivão de plantão na Unisp (Unidade Integrada de Segurança Pública).

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS