close
logorovivo2

DECRETO: Secretário suspeito de usar carro oficial para ir a faculdade é exonerado do cargo

Decreto foi assinado na sexta-feira

MÍDIARONDÔNIA

27 de Maio de 2019 às 11:30

DECRETO: Secretário suspeito de usar carro oficial para ir a faculdade é exonerado do cargo

FOTO: (Divulgação)

A prefeita do município de Cerejeira-RO, Lisete Marth exonerou na última sexta-feira, 24/05, Pedro Henrique Angeli do cargo de secretário adjunto da secretaria municipal de saúde – SEMSAU, por meio do decreto municipal 144/2019 assinado também pelo procurador jurídico Gustavo Alves Almeida Ferreira.



Pedro Henrique estava no cargo desde 01/06/2018 e segundo informações, ainda não confirmadas, fez uso de um carro oficial para se descolar até o município de Vilhena (RO), onde o mesmo cursa faculdade.



Existem especulações que a ex-secretária de saúde, enfermeira Marilúcia Ribeiro seja nomeada como adjunta nos próximos dias.



A reportagem tentou contato com Pedro Henrique por diversas vezes na manhã desta segunda-feira, 27/05, mas as ligações telefônicas não foram atendidas. O jornal eletrônico MídiaRondônia deixa espaço caso os nomes citados acima queiram se manifestar.



CRIME DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA E PECULATO.



Configura ato de improbidade administrativa a utilização de veículos oficiais e servidores para fins particulares, em afronta ao princípio da moralidade administrativa, que deve pautar a conduta de todos os agentes públicos, detectada a utilização de veículo oficial em proveito de terceira pessoa, exsurge a necessidade de ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos, bem como de aplicação das penas previstas na Lei 8.429 de 02 de Junho de 1992, de acordo com os parâmetros de proporcionalidade e razoabilidade, observadas as circunstâncias do caso concreto.


O artigo 312 do código penal brasileiro diz que apropriar-se o funcionário público de dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo em proveito próprio ou alheio: pena- reclusão, de dois a doze anos, e multa. Foto ilustrativa.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS