close

ARMADO: Homem é preso após agredir comerciante e assumir que queria matá-lo

Clientes impediram que dono de bar fosse enforcado com pé de cabra

FOLHA DO SUL ONLINE

9 de Outubro de 2019 às 16:41

ARMADO: Homem é preso após agredir comerciante e assumir que queria matá-lo

FOTO: (Divulgação)

Após se envolver em uma briga de bar na área rural de Vilhena, um homem de 34 anos foi preso pela Polícia Militar e deve responder por lesão corporal, ameaça, porte ilegal de arma, dano material, depredação, posse de entorpecentes, embriaguez na direção e vias de fato. O caso aconteceu na noite da terça-feira, 08, na estrada 145.


 
A confusão começou quando o suspeito de 39 anos, chegou ao estabelecimento embriagado e passou a discutir com clientes. Mesmo ao ser pedido que ele parasse, ele danificou uma máquina Jukebox, e prosseguiu com as ofensas que direcionava aos que estavam no local.


 
Diante da situação, o dono do bar interferiu e tentou falar com o homem, porém, alterado, ele disse que quebraria tudo que estava ali e, ao ser pedido que ele fosse embora, pulou para o lado de dentro do balcão e passou a agredir o proprietário do comércio com socos e chutes. Ele ainda tentou golpear e enforcar a vítima com um pé de cabra, mas, foi impedido pelos que estavam no local.


 
A esposa da vítima foi atingida por um soco no rosto ao tentar socorrer o marido. Quando os clientes separaram a briga, o suspeito correu para seu carro, como se fosse buscar algo. Como ele conhecido por andar armado, o dono do bar pegou um facão e atingiu o suspeito quando ele se aproximou.


 
Ferido, o homem retornou ao carro e começou a desenrolar uma camisa, onde estava a espingarda que usa. Ao ver a arma, o proprietário do estabelecimento onde a confusão acontecia fugiu para uma mata, com o objetivo de se proteger. Com o comércio vazio, o suspeito foi para a casa do pequeno comerciante, quebrou alguns objetos, e depois fugiu em um carro.


 
A Polícia Militar passou a fazer patrulhamento e encontraram o suspeito, que voltava ao bar. Ele foi abordado e confessou que retornava para matar o comerciante. No veículo, além de uma espingarda, a polícia encontrou também maconha e munições.


 
O suspeito recebeu voz de prisão e foi levado para a Unisp (Unidade Integrada de Segurança Pública), junto com a arma e as munições, onde passou a bater nas grades da cela e gritar. Seu carro foi apreendido e levado para Ciretran.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS