close

ABSURDO: Idoso de 70 anos é preso ao sair de motel com criança de 11 anos

Prisão em flagrante aconteceu durante operação da Polícia Rodoviária Federal, na BR-364.

ASSESSORIA/PRF

16 de Outubro de 2019 às 09:35

ABSURDO: Idoso de 70 anos é preso ao sair de motel com criança de 11 anos

FOTO: (Divulgação)

Um idoso de 70 anos foi preso em flagrante, pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Ji-Paraná, interior de Rondônia, quando saía de um motel acompanhado de uma criança de 11 anos. O flagrante aconteceu na tarde desta última terça-feira (15), durante operação da PRF no quilômetro 350 da BR-364.

 

De acordo com registro de ocorrência, era por volta das 16h30, quando, ao fazer ronda na região, os policiais viram uma caminhonete saindo de um motel. Ao perceber a presença da polícia, a passageira da caminhonete, de baixa estatura, teria colocado um boné e se abaixado, fato que chamou a atenção dos policiais.

 

Ao abordar o veículo, os agentes verificaram que ele era ocupado pelo idoso e por uma criança de 11 anos. Questionado, o motorista afirmou que teria levado a menor para conhecer o motel, mas que não teria praticado qualquer tipo de abuso sexual no interior do estabelecimento.

 

A menina teria informado que o idoso é vizinho dela e que, algumas vezes, ele costumava fazer compras em um mercado para a mãe dela. Até que, certo dia, no caminho para o mercado o idoso alterou o trajeto e levou a menina para um motel, onde teria despido ela e cometido diversos abusos.

 

Após o crime, o idoso teria dito à menor para não comentar nada com a mãe dela, do contrário pararia da ajudá-las nas compras no mercado. Nesta terça, o suspeito repetiu a mesma conduta, tendo, inclusive, dado R$ 60,00 à criança, para convencê-la a não falar sobre o ocorrido.

 

O idoso foi preso por estupro de vulnerável (artigo 217-A do Código Penal), sendo, em seguida, conduzido à Delegacia da Polícia Civil da região. Considerando que a mãe da criança considerou “exagero” toda a situação e não se prontificou a comparecer na Unidade Operacional (UOP) da PRF, foi acionado o Conselho Tutelar, que ficou responsável por levar a menor até o IML, onde seria submetida ao exame de corpo de delito.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS