close

NO FACEBOOK: Comerciante critica Lei Seca e diz que uma latinha de cerveja lhe custou R$ 2.900

Multa após teste do bafômetro irritou vilhenense de 26 anos

FOLHA DO SUL ONLINE

14 de Março de 2020 às 08:33

NO FACEBOOK: Comerciante critica Lei Seca e diz que uma latinha de cerveja lhe custou R$ 2.900

FOTO: (Divulgação)

Em desabafo envenenado num grupo de vendas no Facebook, esta semana, um pequeno comerciante do segmento de eletrônicos criticou duramente a Polícia Militar, após ser parado e multado numa blitz da Lei Seca, em Vilhena.
 


Em sua postagem na rede social, o denunciante, que tem 26 anos, contou que havia comprado ingredientes para a janta e, enquanto preparava a comida, abriu uma latinha de cerveja. Nesse momento, o gás acabou e ele teve que ir buscar, já que as distribuidoras não fazem entregas à noite.


 
Em sua publicação, o jovem comerciante revelou que, por causa da única latinha de cerveja consumida, o bafômetro acusou 0,8ml de álcool em seu corpo e os policiais lhe aplicaram a multa de R$ 2.900,00.


 
O rapaz não se conformou: “Para patrulhar as ruas e achar motos roubadas, inclusive a minha, que roubaram, não tem policial... agora, pra f... gente de bem tem 12 ou mais”, disparou o denunciante, cuja postagem rendeu vários comentários.


 
POLÍCIA EXPLICA


Ao jornal Folha do Sul Online, um policial militar explicou que os colegas que atuam nas blitze não fazem falta ao efetivo policial que atua nas outras ocorrências: “o policial que atua na Lei Seca está de folga e é voluntário. É um trabalho extra que ele faz apenas se quiser”.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS