close
logorovivo2

Justiça condena ex-gestores da Emdur e empresário por fraude

O Juízo da 3ª Vara Criminal de Porto Velho condenou três ex-gestores da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (Emdur), e um empresários da capital por fraude em licitações.

RONDONIAOVIVO

8 de Maio de 2018 às 10:51

Justiça condena ex-gestores da Emdur e empresário por fraude

FOTO: (Divulgação)

O Juízo da 3ª Vara Criminal de Porto Velho condenou três ex-gestores da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (Emdur), e um empresários da capital por fraude em licitações. Outros três denunciados foram absolvidos.

 

Foram condenados o ex-presidente Mário Sérgio Leiras Teixeira, o ex-gerente de Obras o Wilson Gomes Lopes, o ex-gerente financeiro, Walter Fernandes Ferreira e o empresário Francisco Honório Ferraz.

 

A maior pena ficou para o ex-presidente Mário Sérgio Leiras: 3 anos e 6 meses (no regime aberto), e pagamento de multa; a mesma pena foi imposta a Wilson Lopes; Walter Fernandes e Francisco Honório pegaram 2 anos no regime aberto e pagamento de multa.

 

 

O CRIME

 

Segundo a denúncia do Ministério Público, os quatro condenados se uniram para fraudar a licitação da reforma do telhado da Emdur. E empresa vencedora, a Estrumetal, “venceu” o certame de cartas marcadas, já que as empresas concorrentes – pertenciam a alguns dos gestores.

 

A MORIÁ, por exemplo, foi constituída em 2009, por Walter Fernandes, a pedido de Mário Sérgio e Wilson Lopes, com intuito de participar de licitações naquela empresa pública.

 

Já a empresa LUSTOSA, à época dos fatos, tinha como proprietária de direito a esposa de Francisco Honório, sendo que este a administrava e era proprietário de fato da empresa.

 

A empresa FM é empresa fantasma, não apresentando sede física no endereço informado pela JUCER/RO.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS