close
logorovivo2

Trabalhadores esperam receber mais de R$ 30 milhões do Consórcio Rio Madeira

Os ex-funcionários estão acampados na frente da sede da Justiça do Trabalho.

RONDONIAOVIVO

7 de Junho de 2018 às 14:38

Trabalhadores esperam receber mais de R$ 30 milhões do Consórcio Rio Madeira

FOTO: (Divulgação)

 

Um grupo de trabalhadores do transporte público da capital está acampado em frente ao prédio da Justiça do Trabalho aguardando um posicionamento sobre o pagamento de suas rescisões trabalhistas. 

 

Centenas de trabalhadores até hoje estão sem receber sua rescisões da época em que faziam parte dos quadros de funcionários das empresas do Consórcio Rio Madeira. 

 

São aproximadamente mil trabalhadores e as dívidas trabalhistas pode chegar a R$ 30 milhões. 

 

Segundo Josileide Moniz da Silva, que hoje está desempregada, os proprietários das duas empresas que compunham o Consórcio, a Rio Madeira e a Três Marias, os trabalhadores aguardam uma solução há mais de dois anos. 

 

"Desde que houve a caducidade do contrato, os trabalhadores do transporte estão nesta situação. A Prefeitura, na época,  teve sua parcela de colaboração nisso porque rescindiu o contrato sem se preocupar com a situação dos funcionários das empresas", comentou. 

 

O trabalhador Fábio Góis, que hoje trabalha no Consórcio Sim, disse à nossa reportagem que o Município poderia resolver a situação, desde que incluísse outra empresa no atual Consórcio que explora o serviço. 

 

"Hoje a oferta do transporte público é menor do que anos  atrás. Mesmo operando no vermelho, o Consórcio Rio Madeira funcionava. Há muitos coletivos encostados das antigas empresas que poderiam estar rodando, melhorando o serviço e garantindo emprego dos trabalhadores", ressaltou. 

 

Na manhã desta sexta-feira, (8), o movimento dos  trabalhadores do transporte realizará um ato público em frente ao TRT, a partir das 7 horas da manhã e está convocando todos os demitidos do sistema para a mobilização.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS