close
logorovivo2

Foragido envolvido com grupo de extermínio é preso em Extrema e escapa ao ser conduzido para Porto Velho

Foragido envolvido com grupo de extermínio é preso em Extrema e escapa ao ser conduzido para Porto Velho

DA REDAÇÃO

28 de Janeiro de 2010 às 12:20

Foragido envolvido com grupo de extermínio é preso em Extrema e escapa ao ser conduzido para Porto Velho

FOTO: (Divulgação)

Segundo informações, extra-oficiais o foragido SAMUEL INUMA DE GUSMÃ, de 33 anos, que foi preso em Extrema sob suspeita de estar envolvido com um grupo de extermínio do Distrito de Jacy-Paraná, conseguiu fugir quando estava sendo escoltado por 4 agentes e 1 delegado de Porto Velho.


O CASO
 

Por determinação do Secretário de Segurança Pública Cel. Evilázio Sena, policiais civis lotados na Unisp de Extrema (9ª DP) conseguiram prender SAMUEL INUMA GUSMÃ, de 33 anos sob suspeita de estar envolvido com um grupo de extermínio do distrito de Jacy-Paraná.


Na tarde de ontem, os policiais tiveram uma informação que SAMUEL estaria homiziado em uma residência neste distrito de Extrema, contudo ao avistar a guarnição, SAMUEL empreendeu fuga, conseguindo escapar do cerco policial. No entanto, os policiais não mediram esforços para capitulá-lo, tendo realizado uma barreira no Ramal Abunã, o qual dá acesso ao vizinho país da Bolívia, contudo SAMUEL conseguiu escapar novamente. Com outra estratégia, às 05h00mim da manhã, os policiais foram até a divisa entre Brasil x Bolívia (Rio Abunã) e conseguiram prender SAMUEL em uma residência em vias de atravessar para o lado boliviano.


SAMUEL foi apresentado na Delegacia de Homicídio para os procedimentos de praxe e recambiado para o famigerado Presídio Urso Branco, onde ficará um longo inverno tenebroso a disposição da justiça.
A operação foi deflagrada pelo GOEX – Grupo Operacional de Extrema composta pelos Policiais Civis CHRISTIAN RIBEIRO, FÁBIO RIBEIRO, FRANKMAR REIS e JOSÉ GOMES, sob a batuta do delegado Dr. Rubens Oliveira da Silva.

O criminoso seria conduzido ao presídio Urso Branco em Porto Velho, por agentes da GOEX (Grupo Operacional de Extrema). 

Mas por ordens superiores vindas de Porto Velho, foi destacado um grupo de policiais de Porto Velho, composta por 4 agentes e um delegado, para que os mesmos escoltassem SAMUEL, até o presídio urso branco, pois além de ser um individuo de alta periculosidade, SAMUEL poderia ser testemunha importante neste caso.

Sabe-se até o momento que SAMUEL saiu de Extrema algemado, pés e mãos, mas que mesmo sendo escoltado por policiais altamente treinados, conseguiu fugir mesmo antes de chegar a Balsa, que fica a 110 km de Extrema.

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS