close
logorovivo2

COCAÍNA: PF prende mulheres com 6 quilos de droga junto ao corpo no aeroporto

Conduzidas para a Superintendência da Polícia Federal, registrou-se que as mulheres  encontravam-se na posse de aproximadamente 6 kg

REDAÇÃO

21 de Maio de 2018 às 18:45

COCAÍNA: PF prende mulheres com 6 quilos de droga junto ao corpo no aeroporto

FOTO: (Divulgação)

Porto Velho/RO - A Polícia Federal, na madrugada desta Segunda-Feira, dia 21.05.2018, procedeu à 
prisão em flagrante delito no aeroporto internacional Governador Jorge Teixeira, nesta capital, de duas mulheres que embarcariam com destino final Fortaleza/CE. 
Durante fiscalização periódica, visando prevenir e reprimir o tráfico de drogas no 
Aeroporto internacional de Porto velho, Policiais Federais identificaram 2(duas) passageiras suspeitas e após revista realizada por funcionárias da Infraero foi constatado que as mesmas se encontravam com invólucros contendo cocaína presos junto aos seus corpos (troncos e pernas). 

 

Conduzidas para a Superintendência da Polícia Federal, registrou-se que as mulheres 
encontravam-se na posse de aproximadamente 6 kg (seis quilos) de cloridrato de cocaína. 

 

Ao serem ouvidas pela Autoridade Policial, ambas disseram não saber a origem da 
substância, tampouco tinham conhecimento dos fornecedores ou compradores do material ilícito, que haviam recebido de um desconhecido e que os traficantes fariam contato após a chegada no Ceará.

 

Após procedimentos padrões, as mulheres foram autuadas por tráfico interestadual de drogas 
e encaminhadas ao presídio feminino desta capital onde ficarão à disposição da Justiça Estadual. 

 

A Polícia Federal está em constante vigilância no Aeroporto desta Capital afim de coibir

COCAÍNA: PF prende mulheres com 6 quilos de droga junto ao corpo no aeroporto
COCAÍNA: PF prende mulheres com 6 quilos de droga junto ao corpo no aeroporto
COCAÍNA: PF prende mulheres com 6 quilos de droga junto ao corpo no aeroporto
*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS