close

ALTA VELOCIDADE: Acidente em U. Bandeirantes deixa vítima fatal que ficou sem atendimento adequado

Uma moradora do Distrito de União Bandeirantes, distante 160 quilômetros da Capital, disse que após a morte do médico Roberval Ferreira de Lima, apenas técnicos estão nos atendimentos na unidade local de saúde.

DA REDAÇÃO

4 de Janeiro de 2019 às 14:56

ALTA VELOCIDADE: Acidente em U. Bandeirantes deixa vítima fatal que ficou sem atendimento adequado

FOTO: (Divulgação)

Uma tragédia que envolveu as famílias de dois colegas de trabalho de um Supermercado de União Bandeirantes, distrito da capital. Um rapaz conhecido como Luciano, pilotava sua moto tendo na garupa uma garota menor de idade. O pai de um outro rapaz que também trabalhava no supermercado pilotava a outra moto. Trata-se de Laudir Rogge Vargas, 52 anos, que morava na Linha 7 e se dirigia para sua casa, que após a batida veio a falecer na unidade de saúde da localidade.

 

A moradora que pediu para resguardar sua identidade, entrou em contato com o Rondoniaovivo disse que, “Moro em Bandeirante e se não bastasse esta preocupação de perdemos um senhor muito querido no acidente de ontem por falta de médico, estamos a mercê após o assassinato do Dr. Roberval e com isso ficamos desassistidos de ajuda”, disse. “O acidente foi muito feio na avenida principal e independente da gravidade, todos nós estamos apenas com técnicos de saúde e sem médicos, e ele não resistiu”, completou.

 

O piloto da moto que bateu, está detido pela Polícia Militar em Porto Velho em flagrante. O acidente aconteceu após as 21 horas de ontem (3), na avenida 3 de Dezembro. A moça menor de idade, que estava na garupa de Luciano, segundo informações de populares, ela estaria em estado de coma.

 

Segundo informações a vítima menor de idade está em estado de coma

 

Moto 1 envolvida

 

Moto 2 envolvida

 

Flagrante do acidente enviado por moradora de U. Bandeirantes

 

Luciano preso em flagrante após o acidente causador da morte do morador

 

Laudir Rogge Vargas sedo socorrido por populares, mas com a falta de médicos o atendimento ficou limitado e ele veio a falecer na Unidade de Saude do distrito de União Bandeirantes.

 

 

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS