close

CLONADAS: Novamente motocicletas "gêmeas" se encontram e PM prende suspeito

Segundo apurou o Rondoniaovivo, um homem também de 35 anos teria pago as taxas de licenciamento de sua motocicleta modelo Factor e hoje (20) foi até o Detran rodar o documento.

RONDONIAOVIVO

20 de Março de 2019 às 16:10

CLONADAS: Novamente motocicletas "gêmeas" se encontram e PM prende suspeito

FOTO: (Richard Nunes /Rondoniaovivoriu)

 

Mais uma motocicleta clonada foi apreendida pela Polícia Militar em Porto Velho (RO). Na tarde desta quarta-feira (20), Deuzimar A. P., 35, acabou preso por adulteração de veículo.

 

VEJA MAIS:

 

"GÊMEAS": Motocicletas clonadas se "encontram" em oficina e suspeito acaba preso

 

Segundo apurou o Rondoniaovivo, um homem também de 35 anos teria pago as taxas de licenciamento de sua motocicleta modelo Factor e hoje (20) foi até o Detran rodar o documento. 

 

Todavia, ele foi informado de que um despachante já havia pego o documento. Através de funcionários do órgão público, foi passado o contato do despachante para vítima. O trabalhador disse ter apenas realizado um serviço para Deuzimar.

 

Através do despachante, a vítima conseguiu ligar para Deuzimar e marcou de ambos se encontrarem na delegacia Unisp Centro. Foi quando as duas motos clonadas se "encontraram".

 

Policiais militares foram acionados, por se tratar de um flagrante, e verificaram que a moto que estava com Deuzimar possuía adulteração no chassi, numeração do motor e estava com a placa idêntica a do outro veículo. 

 

Deuzimar alegou inocência, afirmando que comprou o veículo há dois meses no site OLX pelo valor de R$ 2.300,00 e com documentação. Mesmo assim, ele foi levado para a Central de Flagrantes.

 

O Rondoniaovivo apurou ainda que a Polícia Civil já vem investigando uma quadrilha especializada em roubar e clonar motocicleta para serem vendidas na internet com toda a documentação, como se fosse um veículo sem nenhuma restrição.

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS