close

FATOS: Major da Polícia Militar emite nota explicando prisão de policial

Confira a nota abaixo

ASSESSORIA

3 de Outubro de 2019 às 14:04

FATOS: Major da Polícia Militar emite nota explicando prisão de policial

FOTO: (Divulgação)

Informou que na data de ontem 02 Outubro 2019, estava de folga no feriado e recebeu uma denúncia que haviam 2 homens armados brigando na rua, da sacada do meu prédio pode ouvir 1 deles gritando: “atira atira”. 

 

De pronto ligou no 190 e pediu prioridade e apoio das guarnições, em menos de 2 minutos chegaram 3 equipes no apoio e realizam a abordagem de um elemento que estava na rua com um carregador de pistola na mão e várias munições.

 

VEJA MAIS

 

 

Após a abordagem o suspeito se tratava do sobrinho de um Policial Militar (Sargento conduzido), que explicou que quando chegou em casa seu tio estava muito embriagado e gritando com ele, eles tiveram um briga quando o tio sacou a arma e tentou tirar a vida do sobrinho, mas como ele estava sem força no braço devido a um acidente, quando ele foi tentar trocar de mão o sobrinho tirou a arma dele e correu para rua.

 

Que os vizinhos presenciaram o momento que os dois estavam discutindo na rua, o sobrinho informou que tirou o carregador e a munição da câmera (desmuniciou) e colocou a pistola no chão, o Sargento pegou a pistola e continuo discutindo com ele na rua. Ele entrou em casa e guardou a arma, momento da chegada das equipes.

 

Felizmente não ocorreu nenhum mau maior, pois chegaram em tempo hábil para recolher o armamento e esclarecer os fatos.

 

Enquanto o Major e as equipes pegaram os dados ocorrência para relatar em parte especial o recolhimento do armamento, tendo em vista que até aquele momento o sobrinho informou as guarnições que só se tratava de discussão verbal, e não havia mencionado o fato da tentativa de homicídio, a mãe do Sargento chegou e ele discutiu com ela e muito transtornado ameaçou tirar a própria vida e foi para a cozinha pegar um faca para se matar, momento que todos da casa saíram gritando e conseguimos conter o colega.

 

Diante dos fatos graves, e já ciente neste momento que o mesmo havia sacado a arma e apontado ao sobrinho, e que sua permanência na residência causava um risco eminente a família e até a sua própria vida, realizados a condução do mesmo a central.

 

Uma das piores ocorrência para atendimento sempre é envolvendo os colegas de farda, felizmente tudo acabou bem, o efeito do álcool diminuiu depois de quase 5h de ocorrência.

 

A ocorrência se encerrou como Ameaça, e a Polícia Militar já está adotando todas as providências de encaminhamento imediato ao departamento de assistência social da Polícia Militar para tratamento e acompanhamento do policial e toda família.

 

O Major PM Marcelo Duarte esclarece que o colega de farda está passando por um problema familiar e que a instituição está dando todo suporte, que além do Policial a família do mesmo estará sendo encaminhada para acompanhamento.

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS