close
logorovivo2

Enquanto autoridades municipais discutem o sexo dos anos, população padece com a precariedade dos serviços públicos

POR VALDEMIR CALDAS

3 de Maio de 2018 às 14:00

Centenas de alunos da área rural de Porto Velho estão correndo o risco de perder o ano letivo por falta de transporte escolar. Desde o início do ano passado, a prefeitura tenta emplacar uma licitação para contratar uma empresa especializada. O prefeito já tirou e colocou gente na CPL. Só ainda não mudou os computadores e a pintura da sala. Mesmo assim, a coisa não anda. Parece que o pessoal do Nazif deixou uma cabeça de burro enterrada lá pelas bandas da Secretaria Municipal de Administração.

 

E não somente na SEMAD. A turma da Secretaria Municipal de Saúde não consegue licitar uma Dipirona, quanto mais contratar profissionais para atender a demanda e providenciar a reforma das unidades de saúde, que estão caindo aos pedaços. Enquanto isso, o prefeito e o secretário da pasta acreditam cegamente que a terceirização é a panaceia para todos os males crônicos do setor. E olha que o doutor Orlando chegou ao comando da SEMUSA falando grosso, encarnando o tipo faço e arrebento. Até hoje, porém, não conseguiu tirar suas ideias do limbo.

 

Não foi isso, contudo, que o prefeito Hildon Chaves prometeu à população, durante a campanha eleitoral. Fosse de aperto financeiro a situação do caixa municipal e se encontrasse a administração do doutor Hildon castigada por dificuldades, via o corte de repasses federais, até que se poderia compreender o estado de penúria que afeta setores essenciais do governo.

 

Mas não é esse o caso. Foi o próprio prefeito quem disse, em alto e bom tom, para que se não pairasse dúvidas, que a doença da saúde municipal não era falta de grana, mas de gestão. Então, prefeito, troca de novo. O senhor já fez isso tantas vezes. Agora, só não troque seis por meia dúzia, pelo amor de Deus! Pare de brincar com coisa séria!

 

MAIS COLUNAS

Valdemir Caldas

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS