close
logorovivo2

Confúcio e governadores do Centro-Oeste clamam por recursos

Os governadores querem a criação de mais presídios federais nos estados para abrigar presos perigosos Confúcio Moura e governadores do Centro-Oeste clamam por recursos

AGÊNCIA BRASIL

5 de Janeiro de 2018 às 14:18

Confúcio e governadores do Centro-Oeste clamam por recursos

FOTO: (Divulgação)

O governador Confúcio Moura e outros seis mandatários da região Centro-Oeste do País subscreveram na noite de quinta-feira (04) um manifesto à presidência da República solicitando a destinação de mais recursos para a segurança pública, em especial para o setor penitenciário que tem sido o grande gargalo do setor em todo o país.

 

Na carta, os governadores deixam claro sua preocupação com o sistema e apoiam, em parte, o discurso do governador goiano, Marconi Perilo, que critica a falta qualificada de vigilância nas fronteiras para coibir ilícitos com o tráfico de armas e drogas. Os governadores querem ainda a criação de mais presídios federais nos estados para abrigar presos perigosos.

 

Dentre as medidas que constam no manifesto, estão o imediato descontingenciamento de recursos financeiros do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) que continuam retidos e a adoção de uma legislação mais rígida para a penalização de crimes, com a rediscussão da progressão de regime de penas e a criação de um Fundo Nacional de Segurança Pública.

 

No manifesto, os governadores alegam que estão enfrentando praticamente sozinhos o crime organizado, sobretudo, contra grupos que atuam no tráfico de drogas e crimes correlatos e que está havendo um sucateamento das estruturas carcerárias, além do número insuficiente de agentes de forças de segurança pública.

 

RONDÔNIA

 

Rondônia é um dos estados que possuem uma das maiores fronteiras com os países andinos que são grandes produtores de droga e contrabandista de armas. Soma-se a isso, o Estado já foi até denunciado até no Tribunal Internacional de Washington por violação contra direitos humanos, tendo sido palco de duas chacinas no Urso Branco que teve repercussões mundiais, assim como a ocorrida recentemente em Goiânia.

 

O problema de Rondônia é idêntico ao que acontece em todo o País, que já possui a terceira maior população carcerária do planeta, segundo dados dos organismos internacionais da segurança pública.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS