close

ACESSIBILIDADE: Comissão de Direitos Humanos recebe representantes da Infraero para reunião

Estrutura do aeroporto necessita de pouca adequação para estar totalmente acessível, afirma parlamentar

ALE/RO

20 de Junho de 2018 às 17:09

ACESSIBILIDADE: Comissão de Direitos Humanos recebe representantes da Infraero para reunião

FOTO: (ALE/RO)

A Comissão de Direitos Humanos (CDH), presidida pelo deputado Léo Moraes (Podemos) recebeu na tarde desta quarta-feira (20) integrantes da Infraero, responsável pelo aeroporto de Porto Velho, para falar sobre adequações necessárias na estrutura quanto a acessibilidade. 

 

O responsável para operação da Infraero, Juscelino de Moraes destacou que a empresa é considerada modelo e referência em acessibilidade. Ele também informou que será oferecido curso entre 28 de julho a 6 de agosto aos servidores do órgão, que será ministrado por servidores do Sara Kubitscheck de Brasília.

 

Juscelino salientou também, que os freqüentadores do Espaço Alternativo estão utilizando o banheiro e bebedouros do aeroporto, depredando, utilizando material que seria direcionado aos usuários em passagem pelo aeroporto. Pediu que o Estado ou prefeitura construam logo banheiros no local.

 

O deputado Léo Moraes afirmou que a estrutura do Espaço Alternativo foi repassada para manutenção da prefeitura e que irá cobrar sobre prazos para construção de banheiros.

 

O responsável pelo setor de operação da Infraero, Ayrton Barbosa de Carvalho, salientou o pioneirismo da Infraero, que está sempre tentando atender os seus usuários e destacou a recente instalação do sistema Elo, que facilita muito aos que possuem dificuldade de locomoção, pois contam com elevador para embarcar na aeronave.

 

O técnico em edificação, Adilson Luiz Facco, disse que o relatório apontou basicamente apoio (barras) ao lado dos vasos sanitários e os bebedouros com altura fora do padrão.

 

Segundo ele, serão colocados dois bebedouros. Um normal e outro para uso dos cadeirantes. Os materiais são solicitados do almoxarifado em Manaus ou Rio de Janeiro e que devem ser adquiridos. Disse que em até quatro meses deve estar sanado.

 

Léo Moraes salientou que os aeroportos têm dado atenção as pessoas com necessidades e que o que foi apontado no de Porto Velho são coisas muito simples e que espera em breve a solução. Agradeceu a presença dos convidados da Infraero e deu por encerrada a reunião.

ACESSIBILIDADE: Comissão de Direitos Humanos recebe representantes da Infraero para reunião

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS