close
logorovivo2

DECLARAÇÕES: Patrimônio de deputados federais de Rondônia oscila em 4 anos

Mariana foi a que declarou maior aumento. O maior prejuízo foi de Expedito Netto.

RONDONIAOVIVO

21 de Agosto de 2018 às 15:03

DECLARAÇÕES: Patrimônio de deputados federais de Rondônia oscila em 4 anos

FOTO: (Divulgação)

Com inicio do período eleitoral, os candidatos fazem suas declarações de patrimônio para a justiça eleitoral. O Rondoniaovivo fez uma pesquisa e descobriu que durante os 4 anos de mandato, alguns aumentaram o patrimônio, outros, tiveram grandes ‘prejuizos’.


O patrimônio dos deputados federais de Rondônia que disputarão as eleições deste ano, em maioria, registrou evolução nos últimos quatro anos, com base em dados apresentados pelos mesmos ao TRE-RO (Tribuna Superior Eleitoral). 


Em um dos casos, o aumento patrimonial supera a casa dos 45.000% no período entre janeiro de 2014 (ano da última eleição) e julho de 2018, quando a inflação acumulada foi de 32,65%, segundo o Banco Central do Brasil.


A diferença patrimonial foi declarada pela deputada Mariana carvalho (PSDB) que, em 2014, ano em disputou o primeiro mandato à Câmara dos Deputados, informou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 497.883,84.


Neste ano, quando tentará a reeleição, o patrimônio informado pela parlamentar, é de R$ 2.718.054,52. Exatos R$ 2.220.170,68 amais do que em 2014.


A segunda maior evolução patrimonial coube ao deputado federal Lucio Mosquini (MDB). Em 2014, o candidato declarou R$ 2.627.711,20. Já em 2018, Mosquini praticamente dobrou e saltou para extraordinários R$ 4.167.059,89l.


Marinha Raupp (MDB), apontou bens e valores de R$ 3.103.082,71 para a campanha de 2018. Há quatro anos, seu patrimônio somava R$ 2.271.194,02.


Nilton Capixaba (PTB) apontou patrimônio de R$ 253.830,75, um aumento de tantos % sobre os R$ 159.852,07 relatados em 2014. 
PERDENDO DINHEIRO NA POLITICA


Exceção entre os colegas, Expedito Netto (PSD) perdeu patrimônio e ficou mais pobre, vendo seu patrimônio declarado decrescer ao longo de quatro anos. Os R$ 1.775.000,00 declarados em 2014, viraram a mixaria de R$ 88.550,63. Um prejuízo de mais de um milhão e meio de reais.


Além de Expedito Netto, o deputado federal Luiz Claudio (PR) também viu seu patrimônio declarado em 2014 de R$ 1.478.535,78 desabar para R$ 428.479,31 nos últimos quatro anos em que esteve na Câmara dos Deputados. Também perdeu cerca de 1 milhão de reais.


Mais nenhum dos deputados federais que representaram Rondônia em Brasília perdeu mais que Lindomar Garçon (PRB). Segundo a prestação de contas do parlamentar, ele não teve bens e patrimônio a ser declarados, ao contrario de 2014, quando afirmou possuir R$ 458.500,00 em patrimônio.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS