close
logorovivo2

ESPAÇO ABERTO: Conta de energia mais cara e usuários ficam na mão

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO

17 de Dezembro de 2018 às 09:37

ESPAÇO ABERTO: Conta de energia mais cara e usuários ficam na mão

FOTO: (Arte/Rondoniaovivo)

QUEIMA


Nesta segunda-feira (17) o DENARC da Polícia Civil vai incinerar 1.350kg de drogas apreendidas em operações contra o tráfico na capital. Sob forte aparato policial o trabalho será feito em uma indústria na Estrada do Japonês.


ÉTICA E COERÊNCIA


Enquanto Secretário de Justiça, Marcos Rocha, nunca esteve à frente dos holofotes. Preferia brindar o governador com os atos positivos do que falar na primeira pessoa. Em uma conversa reservada me disse que a obrigação dele era trabalhar pela melhoria no sistema prisional, seja com a criação  de mais vagas, melhor estrutura física do que já estava feito e principalmente ressocialização dos presos. Diante de tanto “pepino” que havia me relatou:


-Meu amigo, nessa minha passagem pelo sistema se eu conseguir recuperar um único apenado já vai ter valido a pena.
Assim sempre foi o comportamento do secretário Marcos. Ponderado, reflexivo diante dos problemas, e não são poucos no sistema carcerário, mas entusiasta de que algo de bom possa ser feito talvez não com a velocidade que a sociedade espera mas que a boa vontade e os recursos disponíveis permitem. Ao ver em sua rede social que não haverá “troca política” na formação de seu secretariado mas sim análise técnica e moral se percebe o começo certo de governo. Ficha limpa aliada ao conhecimento são dois pontos fundamentais para o sucesso, não só em um governo mas na vida mesmo. Rocha vai apostar em pessoas de sua confiança para agir no combate à corrupção e que queiram realmente trabalhar pela sociedade, por uma Rondônia cada vez maior e que possa ser exemplo para o país. Impossível? Claro que não! Marcos Rocha não foi eleito governador?

 

LÍDER DO GOVERNO


O militar Eyder Brasil, deputado estadual eleito, foi convidado pelo governador eleito, Marcos Rocha, para ser o líder do governo na Assembleia. Aceitou a missão mas sabe também que a tarefa não será fácil. Eyder terá que lidar com velhas raposas da política e ser muito ponderado em suas falas. Durante a campanha Eyder publicou vários vídeos de suas andanças pelo estado, em alguns momentos, disparou artilharia de palavras não poupando ninguém, nem mesmo a imprensa do estado da qual, se duvidar, ele não sabe dizer o nome de um jornalista sequer. Estava no clima quente da eleição? Pode ser, mas até dentro dos quartéis alguns comandantes diante das falas de campanha concordavam que comprar briga com uma imprensa livre que, em tese, também quer o melhor para o estado não leva a lugar nenhum. Sobre a liderança na Assembleia, não adianta querer impor decisões e medidas em um local onde a hierarquia e disciplina não são os fundamentos que regem o dia a dia. É preciso serenidade, a mesma demonstrada por Marcos Rocha, para discutir e aprovar projetos de interesse do estado. A coluna torce pelo sucesso de ambos, deputado e governador, pois a dupla se saindo bem o povo se beneficia das boa ações e reconhece que valeu a pena confiar na mudança.

 

NOTÍCIA REQUENTADA


O prefeito de Candeias do Jamari, Luís Ikenohuchi, aquele que costuma não atender o telefone quando é procurado por jornalistas, divulgou uma nota afirmando perseguição de um site local. Tudo começou por causa de reportagem sobre desvio de combustível na câmara onde estariam envolvidos o prefeito e um secretário municipal. A corrupção foi motivo de abertura de inquérito e investigação por parte do Ministério Público Federal e Polícia Federal. Em sua defesa o prefeito alega que o assunto foi “requentado” pois em maio, quando teria ocorrido a denúncia, ele já teria prestados todos os esclarecimentos e oferecido ajuda aos órgãos federais para a investigação do crime se realmente o problema estivesse acontecendo.

 

PACIÊNCIA NO LIMITE


Moradores da Vila do Dnit, na  saída de Porto Velho para Humaitá, bloquearam a BR-319, no sábado (15) em protesto pela falta de energia na região. Segundo os manifestantes, na sexta eles ficaram sem luz por quase 10 horas mas o problema seria uma rotina para a comunidade. Eles alegam que todos os dias falta energia no local. O congestionamento na Br passou dos 5 km. A Polícia Militar e a PRF tentaram negociar o desbloqueio mas os manifestantes argumentaram que só liberariam a via após o restabelecimento da energia que só ocorreu no fim da noite. 

 


PACIÊNCIA NO LIMITE II


Em Ouro Preto do Oeste são os produtores rurais que estão sofrendo com a falta de luz que se agrava no período chuvoso. Tem locais que ficam até três dias sem luz fazendo produtores perder toda a produção acumulada neste intervalo.
A região mais impactada com as frequentes falta de energia está nas linhas 201, 202,203, 199, 166, 153, 101 e o Distrito de Rondominas distante cerca de 50 km de Ouro Preto do Oeste, nesta região a pecuária leiteira é bastante forte. O setor tem acumulado  prejuízos por conta da irresponsabilidade da Energisa concessionaria de energia que recentemente assumiu o ativo e passivo da então Eletrobras Rondônia antiga Ceron.

 

Quando procuram o escritório local o consumidor é orientado a contatar uma central por meio de um número 0800. O problema, segundo os produtores, é que a reclamação não estaria servindo pra nada.

 

QUEM VAI RESOLVER?


A situação vivida por usuários da capital e do interior reflete a indignação quanto ao abastecimento precário de energia que não é de hoje. Para deixar os usuários ainda mais satisfeitos no início do mês que vem a conta de luz chegará 25% mais cara. A situação pode mudar? Talvez uma ação judicial obrigue, pelo menos, o fornecimento de um serviço de qualidade já que ninguém aposta em redução de tarifa. E os políticos? Ah!! Esses, vão bem obrigado.

 

JOVENS UNIDOS

 

Grupo conhecido nas redes sociais pelo nome de "jovens por Rondônia" fez uma manifestação no domingo, no Espaço Alternativo, na capital, contra o aumento da tarifa de energia. Os jovens dizem: Somos o estado com mais usinas hidrelétricas, precisamos mostrar a nossa força. O movimento, que é legítimo,  foi pacífico e ordeiro. Ponto positivo para a moçada. O negativo no ato ficou por conta dos aproveitadores de plantão, políticos ou pretensos candidatos na política, que tentaram levar algum crédito com a manifestação.

 

ENERGISA


Até o fechamento da coluna, a concessionária de energia de Rondônia não se manifestou sobre a falta de energia tanto na Vila do Dnit como na zona rural de Ouro Preto do Oeste.

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaaovivo.com

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS