close

ESPAÇO ABERTO: Empresas de Rondônia estão na lista negra de trabalho escravo

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

4 de Abril de 2019 às 09:37

ESPAÇO ABERTO: Empresas de Rondônia estão na lista negra de trabalho escravo

FOTO: (Rondoniaovivo)

TRABALHO ESCRAVO


Três empresas de Rondônia estão na lista suja do trabalho escravo. O levantamento é feito pelo Governo e aponta empregadores que tenham submetido trabalhadores a condições análogas à de escravo. A lista denuncia pela prática do crime 187 empregadores, entre empresas e pessoas físicas.


No total, 2.375 trabalhadores foram submetidos a condição análoga à escravidão. Na lista constam empregadores que foram adicionados na relação entre 2017 e 2019.


Na lista atualizada hoje (3) a maioria dos casos está relacionada a trabalhos praticados em fazendas, obras de construção civil, oficinas de costura, garimpo e mineração.

 

 

MORADA NOVA


Nesta quinta-feira (4), às 17h, no residencial Capelasso, em Ji-Paraná, o Governo de Rondônia realiza a solenidade de encerramento do Projeto Trabalho Social (PTS) que teve início em março de 2018 com a participação das 800 famílias beneficiadas pelo programa Morada Nova (estadual) em parceria com o Minha Casa Minha Vida (federal). 

 

 

SEMPRE POLÊMICO


Empresária de Brasília está na justiça para receber dívida do hoje Deputado Federal Alexandre Frota. A empresária disse que contratou o então ator pornô Alexandre Frota para um evento gay, em 2006, e adiantou parte do cachê: R$ 2 mil. Na data do compromisso, Frota não apareceu. Ela luta na Justiça para ter o dinheiro devolvido, além de processá-lo por danos materiais. 


No mês passado, a Câmara recebeu um ofício do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), que pedia informações sobre o salário do deputado. Ele foi condenado a pagar uma indenização de R$ 30 mil que, hoje, já corrigida, passa de R$ 80 mil. Frota respondeu ao tribunal que 30% do seu salário já está bloqueado pela Justiça, devido a dívidas no Banco Econômico, e que além disso ele precisa sustentar a família. Virou político, então sabe muito bem que não basta só falar tem que dar bom exemplo também.

 

 

 

 

 

 

NOVA LEI PARA PARTIDOS

 

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (2) o projeto de lei que prevê a autonomia dos partidos políticos para definir o prazo de duração dos mandatos dos membros dos seus órgãos partidários permanentes ou provisórios. A matéria segue para o Senado.
 

O texto estabelece a anistia a partidos políticos que não tenham aplicado 5% dos recursos anuais do Fundo Partidário no incentivo à participação das mulheres na política até 2018 e tenham direcionado o dinheiro para financiar candidaturas femininas. Uma proposta do PT tentou retirar o trecho do projeto, mas foi derrotada no plenário.
 

A medida garante a autonomia dos partidos políticos para definir o prazo de duração dos mandatos dos membros dos seus órgãos partidários permanentes ou provisórios.

 


 
ALUNOS BADERNEIROS


Um vídeo compartilhado nas redes sociais nesta quarta-feira (3) mostrou alunos de uma escola pública em Rondônia saindo da sala de aula após uma carteira estudantil ter sido incendiada. 


O vídeo foi registrado por estudantes da escola Ulisses Guimarães nesta última segunda-feira (1). A unidade escolar fica localizada no bairro Jardim Santana, zona Leste de Porto Velho e o fato foi confirmado com o diretor, Valdeci Ramos. Segundo o diretor, um aluno ateou fogo em uma das mesas durante o período das aulas. Uma apuração interna foi instaurada para descobrir o responsável, que será penalizado pela ação criminosa. Que saudade do tempo em que realmente todas as crianças iam para a aula estudar.

 

 

 

 

INTERDIÇÃO


A  BR 174, principal elo de ligação de Rondônia com o restante do país, foi interditada  nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (3), no trecho entre Vilhena e Comodoro, cidade do Mato Grosso a cerca de 100 km da divisa entre os dois Estados.


As fortes chuvas que caem na região fizeram o trecho da estrada ceder. Com o risco de que o asfalto desmoronado cause acidentes, o tráfego de veículos foi suspenso e, segundo internautas que passam pelo local, motorista já teriam improvisado um atalho em estrada de terra para seguir viagens nos dois sentidos da estrada.


A Polícia Rodoviária Federal informou que a BR não será liberada até a chegada dos Engenheiros para fazer uma avaliação. A equipe do DNIT/MT e a Unidas Construtora, da cidade de Cáceres-MT estão avaliando alternativas de desvio para liberar o tráfego. 

 

 

 

 


DESABAMENTO

 

Moradores do bairro Areia Branca andam assustados com a possibilidade do muro da creche Padre Zenildo, pertencente a Prefeitura de Porto Velho, desmoronar. Um vizinho do local precisou realizar um serviço de reforço para evitar que uma chuva forte derrubasse o muro em cima da residência dele. Na rua que dá acesso à entrada do prédio público não existe nenhuma sinalização ou faixa para a travessia dos pedestres.


 
Nesta semana, os moradores da região chegaram a bloquear parcialmente a principal via de acesso da região em protesto pelos problemas de infraestrutura no bairro.

 

 

 

 

 

 

MUSEU ITINERANTE

 

De 13 a 28 de abril, o Porto Velho Shopping receberá o Museu do Videogame Itinerante. Com entrada gratuita e aberta ao público, serão mais de 300 consoles de todas as gerações em exposições, dezenas de consoles antigos para jogar, além de trazer Palco Just Dance, simuladores de corridas, torneios de jogos antigos e atuais, controles gigantes e as áreas PlayStation VR, Nintendo Switch e XBOX ONE X. As inscrições para todos os torneios e competições serão via aplicativo Porto Velho Shopping.


 
O Museu do Videogame Itinerante, que reúne 5 milhões de visitantes ao ano, é o primeiro do gênero do país registrado pelo Ibram – Instituto Brasileiro de Museus. Em 2014, recebeu o prêmio do Ministério da Cultura como o museu mais criativo do país. Em 2016, foi um dos museus brasileiros escolhidos para representar o Brasil no maior encontro de museus do mundo, em Paris.


 
Para mais informações sobre o Museu do Videogame, basta acessar o endereço www.facebook.com/museudovideogameitinerante ou o sitewww.museudovideogame.org.

 

 


 

 


DESTRUIÇÃO DE ARMAMENTOS

 

Hoje, 4 de abril, às 10 horas, será realizada a destruição de aproximadamente 400 (quatrocentos) armamentos oriundos do Poder Judiciário de Rondônia. A ação está a cargo do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC) da 17ª Brigada de Infantaria de Selva (17ª Bda Inf Sl) e da Comissão de Recebimento e Destruição de Armas, Acessórios e Munições. A destruição ocorrerá no 5º Batalhão de Engenharia de Construção (5º BEC), localizado à Rua Rogério Weber nº 1, Bairro Militar.


Essa atividade faz parte do Acordo de Cooperação Técnica firmado no dia 21 de novembro de 2017, entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Comando do Exército Brasileiro (EB), que prevê que armas de fogo e munições apreendidas e sob a guarda do Poder Judiciário devam ser encaminhadas ao EB para destruição. A 17ª Bda Inf Sl, em coordenação com o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), está desencadeando a destruição centralizada de armamentos e munições recolhidos no mês março de 2019.


Nesse contexto, a 17ª Bda Inf Sl tem implementado e adotado medidas que garantem maior celeridade ao processo de recebimento e destruição de armas de fogo e munições na sua área de responsabilidade, contribuindo de maneira substancial para a segurança pública, ao tirar das ruas milhares de armas utilizadas ilegalmente, muitas vezes em poder do crime cada vez mais organizado.

 

 

LEITOR RECLAMA DE DECISÃO  DO TRIBUNAL DE CONTAS


 
O Tribunal de Contas do Estado de Rondônia está prestes a dar um péssimo exemplo de gestão do dinheiro público e de quebra ainda passará a imagem de descaso com as prefeituras municipais e a população do interior do estado.

 

Acontece que os Conselheiros do TCE/RO decidiram fechar as unidades regionais presentes do interior do estado, as mesmas que foram há alguns anos atrás instaladas sob a promessa de interiorização do órgão e aproximação aos jurisdicionados e à população.

 

As Secretarias Regionais (como são chamadas) são unidades do TCE/RO que atuam na fiscalização dos municípios do estado de Rondônia, servindo para realização de auditorias, consultas aos administradores municipais, bem como recebendo denúncias da população.

 

Tais unidades estão presentes em Vilhena, Cacoal e Ariquemes e foram criadas no ano de 2011, todas funcionando em prédios próprios, construídos em terrenos doados pelas prefeituras desses municípios. Para instalação, foram gastos valores expressivos com edificação dos prédios e mobília.

 

Mas agora, menos de 10 anos após todo esse investimento, o TCE/RO decidiu fechar essas unidades, com a desculpa de que precisa economizar e que as secretarias regionais hoje representam um gasto público maior que o benefício social gerado. Mas só que esse argumento não convence.

 

Primeiro porque os funcionários das unidades regionais são todos servidores concursados, que serão remanejados para a capital, ou seja, não haverá redução de gasto com folha de pagamento. Segundo, aqueles que conhecem a estrutura sabem, cada secretaria conta com menos de 10 funcionários, o que significa que a economia com manutenção predial será ínfima.

 

Por outro lado, fechar as secretarias significa que quando um secretário ou prefeito municipal precisar protocolar algo no TCE/RO, deverá obrigatoriamente se dirigir até a capital do estado; consulta para sanar dúvidas quanto a procedimentos licitatórios ou contratações administrativas, agora só por telefone; e, é claro, as denúncias feita pela população do interior simplesmente não existirão mais, a não ser que o cidadão queira se dirigir até Porto Velho.

 

Então é assim, gastam-se milhões do dinheiro do povo pra construir e equipar os prédios das secretarias regionais e agora tudo isso será deixado pra trás, sob o argumento da economia.


 
Por ironia do destino esse mau exemplo será dado logo o TCE/RO, que tanto cobra o Estado e os Municípios por uma boa gestão do dinheiro público.

 

 

OUTRO LADO


O Tribunal de Contas informou que foi feito um  estudo pela Secretaria-Geral de Controle Externo (SGCE), que constatou a inviabilidade técnica e econômica de que sejam mantidos esses órgãos na estrutura do Tribunal de Contas do estado de Rondônia (TCE/RO), porque suas tarefas foram gradual e estrategicamente absorvidas por outras unidades operacionais  atreladas à própria SGCE. A  medida representa diminuição de despesas, em especial para que seja respeitado o teto de gastos estabelecido na forma da Lei Complementar n. 156/16, que exige que sejam revisitados os gastos públicos por conta do atual cenário econômico/financeiro e do atual modelo de atuação da SGCE. A iniciativa dividiu opiniões dentro do próprio tribunal mas na hora da votação prevaleceu a decisão da maioria dos conselheiros. A assessoria de imprensa das prefeituras de Ariquemes, Vilhena e Cacoal informou que os prefeitos não sabiam dessa medida do TC.

 

 

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS