close

ESPAÇO ABERTO: PSDB local pode não apoiar a reeleição de Hildon Chaves

Confira a coluna

RONDONIAOVIVO - CÍCERO MOURA

21 de Maio de 2019 às 08:44

ESPAÇO ABERTO: PSDB local pode não apoiar a reeleição de Hildon Chaves

FOTO: (Rondoniaovivo)

DA ESPANHA PARA O BRASIL


A Air Europa, empresa aérea do grupo espanhol Globália, pediu ao governo brasileiro para operar rotas nacionais no país. A companhia solicitou registro na junta comercial de São Paulo, o primeiro passo para se constituir no Brasil, e sinalizou à cúpula da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que vai solicitar autorização de operação em breve.


O movimento só é possível porque ainda está em vigência a Medida Provisória 863. Editada em dezembro do ano passado, já no fim do governo Michel Temer, ela altera o Código Brasileiro de Aeronáutica, que limitava a participação de estrangeiros a até 20% do capital das companhias que operam no Brasil. Com a MP, eles ficaram liberados a ter até 100% das aéreas locais.

 


GIGANTE EUROPEU


 A  Globália é um dos maiores grupos de turismo da Europa, com braços em hotelaria e aviação e tenta se antecipar a rivais estrangeiras. O mercado brasileiro é um dos maiores do mundo em número de passageiros transportados, mas é explorado nacionalmente por apenas quatro companhias: Gol, Latam, Azul e Avianca - a última está em recuperação judicial e pode desaparecer.

 


DEPENDE DO CONGRESSO


Apesar do interesse da Globália em trazer a Air Europa ao Brasil, o grupo espanhol tem dois problemas à frente. O primeiro - e mais urgente - é a aprovação pelo Congresso da medida provisória que abriu o setor aos estrangeiros. O texto precisa passar pela Câmara e pelo Senado até quarta-feira ou perderá a validade. O prazo está apertado e o governo vem tendo dificuldades para encaminhar suas pautas no Congresso.

 

 

 

 


TRANSPARÊNCIA MUDA


O Portal Transparência do Governo de Rondônia, se ainda existe, está incomunicável. O site não estava funcionando nesta segunda-feira (20) e ninguém atendia no telefone 3216-5140 que consta na lista telefônica. Como eu estava em busca de uma informação liguei para o número 08006477071 que pertence a Ouvidoria do Estado. O servidor João Bosco pediu para eu enviar e-mail para ouvidoria@ouvidoria.ro.gov.br ou entrar no site do Portal Transparência do Governo e relatar a situação. O problema é que meu contato era justamente pela falta de acesso aos meios disponíveis para se obter informações. Bosco ficou de verificar o que estava acontecendo e retornar em meu número pessoal de telefone. 

 


RETORNO 


Meia hora após o contato, João Bosco retornou à ligação me passando o contato de uma pessoa da Controladoria Geral do Estado para explicar o problema. O servidor público da CGE esclareceu que estava havendo um erro interno no servidor devido a uma migração de endereço de internet. Informou que até o fim do dia o problema estaria resolvido. Amanhã, quarta-feira (22) volto a falar sobre o assunto.

 


RUSGAS INTERNAS


Um Delegado Regional e Diretor Municipal do PSDB fez uma manifestação indignada em um Grupo de whatsapp do partido relatando a péssima situação interna que estaria ocorrendo. O dirigente culpa o prefeito por um suposto racha e a tentativa de comando de novos integrantes que estariam entrando na agremiação para dar ordens. Na gravação, o dirigente também questiona o isolamento do vice-prefeito Edgar do Boi que teria sido “queimado” por Hildon Chaves  mesmo sendo uma liderança partidária. O mesmo dirigente partidário dá a entender na gravação de que o prefeito de Porto velho tem poucas chances de conseguir apoio, dentro do PSDB, para uma possível tentativa de reeleição. 

 

 

 

 


FALANDO EM QUEIMADO


O que teria acontecido dentro do PSL ( Partido Social Liberal ) que teria provocado o distanciamento entre o deputado federal Chrisóstomo e o governador Marcos Rocha? Há uma tímida relação entre ambos e uma enorme perda política para o estado. Chrisóstomo já manifestou em várias conversas entre amigos e correligionários que não sabe a razão do distanciamento de 
Rocha. Na verdade, saber eu tenho certeza que os dois sabem a questão é quem vai quebrar o silêncio.

 


FALANDO EM TRANSPARÊNCIA


Já faz um mês que o Rondoniaovivo pediu a lista das entidades beneficiadas com a doação do salário do prefeito Hildon Chaves. Ainda não sabemos onde os recursos estão sendo aplicados. Continuamos no aguardo.

 

 

GASOLINA AUMENTOU 21 VEZES EM 2019

 

Somente  em 2019 a Petrobrás já promoveu até agora 21 aumentos na gasolina, fora outros combustíveis, totalizando alta de 35,5% em um País de inflação anual de 5%. Não há negócio melhor: a Petrobras tem liberdade para fixar seus preços, fingindo ser uma empresa privada, ou seja, sem concorrentes, e com a garantia do monopólio.

 

 


LUCRO INDECENTE

 

Dos 26 reajustes, este ano, apenas cinco foram para redução irrisória do preço. Mas seu lucro líquido explodiu no período: R$ 4 bilhões. Implantada em julho de 2017, a política criminosa provocou 207 reajustes até maio de 2018, quando os caminhoneiros pararam o País.

 


DIESEL NAS ALTURAS

 

No dia em que os caminhoneiros entraram em greve, há um ano, a Petrobras já havia aumentado o diesel em despudorados 69,78%. Alheia à crise e ao esforço para gerar mais negócios e empregos, a Petrobras aumentou a gasolina em 56,12%, desde o ano passado.

 


ATÉ DEPUTADOS DO PSL QUEREM SAÍDA DE ONYX


As críticas cada vez mais ácidas à articulação política, desgastando as relações do governo e o Congresso, deixaram o ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil) em posição delicada. A perda de apoio do ministro se reflete nas críticas até mesmo de parlamentares do PSL, partido do presidente, inconformados com sua ausência de Brasília, nos últimos dias, e com a desarticulação que leva o governo a colecionar derrotas. Onyx também está com a bola murcha diante do “centrão”, conjunto de partidos fisiológicos que o Planalto não consegue agradar.

 


MAIS RICOS


O governo do presidente americano Donald Trump destinou 62 milhões de dólares em auxílio financeiro à JBS USA, subsidiária da companhia brasileira dos irmãos Joesley e Wesley Batista, segundo documentos obtidos pelo jornal The New York Daily News.
O dinheiro veio de um fundo de 12 bilhões de dólares destinado pelo governo dos Estados Unidos para auxiliar agricultores e pecuaristas no país afetados pela guerra comercial com a China.


Segundo documentos obtidos pelo jornal, o Departamento de Agricultura americano fechou um contrato em janeiro para comprar 22,3 milhões de dólares em carne suína da JBS USA, que opera no Colorado.


Desde então, a administração de Trump já destinou outros dois montantes à empresa, um de 14,5 milhões em fevereiro e outro de 25,6 milhões no início deste mês, ambos em troca da venda de carne de porco, como parte do programa de auxílio financeiro.


Os dois irmãos firmaram acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República (PGR), mas foram posteriormente acusados de omissão de informações em seus depoimentos.


A J&F, holding que congrega os negócios dos Batista, também está sendo investigada nos Estados Unidos, sob acusações de possíveis violações da Lei de Práticas de Corrupção no Exterior, que pune empresas que corrompem políticos em outros países.


No final de 2018, Joesley e Wesley foram interrogados por funcionários do Departamento de Justiça americano em Brasília. Os irmãos não podem deixar o Brasil, mas negociam acordo de leniência com as autoridades dos Estados Unidos.

 


CRÍTICAS 


Americanos envolvidos no mercado de pecuária americano ouvidos pelo New York Daily News contestam o repasse de dinheiro público a uma empresa estrangeira, cujos donos são investigados por corrupção.


Segundo os especialistas, a JBS USA não está sendo prejudicada pela guerra comercial entre Estados Unidos e China. A empresa, na verdade, viu suas exportações para o país asiático crescerem em pelo menos 3% em 2018, levantando ainda mais questionamentos sobre a necessidade do auxílio financeiro.

 

 

Mande suas sugestões de pauta, fotos, denúncias ou reclamações para espacoaberto@rondoniaovivo.com.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS