close

AÇÕES: Jair Montes protocola pedido a Aneel para intermediar elevação da BR-425

A solicitação abrange também as Bocas de Linhas em Nova Mamoré (RO)

ASSESSORIA

15 de Julho de 2019 às 16:00

AÇÕES: Jair Montes protocola pedido a Aneel para intermediar elevação da BR-425

FOTO: (Divulgação)

Na manhã de hoje em Brasília (15/07), o deputado estadual Jair Montes (Avante), esteve na sede da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANELL), protocolando pedido para que a mesma articule junto ao Consórcio Energia Sustentável do Brasil (ESBR) – empresa que administra a Usina Hidrelétrica de Jirau, elevação da BR-425, rodovia que liga Nova Mamoré e Guajará-Mirim a BR-364, e de estradas vicinais.

 

A BR-425 é uma importante rodovia federal situada na Faixa de Fronteira entre o Brasil e a Bolívia, tanto do ponto de vista estratégico de ligação com os municípios transfronteiriços, bem como comercial, integração regional e geopolítico – defesa militar. Dessa forma, permiti um intenso fluxo de pessoas e mercadorias, ou seja, garante o escoamento da produção agrícola familiar e extrativa regional transfronteiriça, representando o único acesso asfaltado à fronteira do estado, daí a sua relevância econômica e social para Rondônia. Por conta disso, o deputado Jair Montes informou que “trechos da BR. 425 – rodovia as margens do rio Madeira, já foi impactadas pelas águas do rio e continua sofrendo com ameaças de transbordamento sobre a pista no período conhecido como ‘inverno amazônico’, bem como as pontes centenárias da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré sobre os igarapés das Araras e Ribeirão”.

 

“A construção da Usina de Jirau, ocasionou elevação do nível das águas do rio Madeira, provocando aumento considerável das águas do rio devido ao represamento, bem como o espraimento e refluxos dessas águas sobre os igarapés da Bacia do Araras e Ribeirão, consequentemente, atingindo as estradas vicinais próximas ao rio – Bocas de Linhas, impedindo a trafegabilidade normal do sitiante e muitos caso, o isolamento”. Destacou Montes

 

 

O pedido se deu com base nos 20 (vinte) quilômetros de elevação da BR. 364, obra realizada pelo Consórcio Energia Sustentável do Brasil (ESBR), mediante intermediação da ANEEL, como forma de evitar novas alagações sobre essa importante rodovia federal que liga Porto Velho a Nova Mamoré, Guajará-Mirim e a capital Rio Branco, do estado do Acre.

 

 

 

 

“É necessário destacar que o trabalho de elevação da BR. 425 ora pleiteado, já foi realizado na Br 364 em determinados trechos críticos em virtude da enchente de 2014. No mesmo sentido se pede por tratamento isonômico para os municípios de Nova Mamoré e Guajará-Mirim, haja vista, os transtornos ocasionados a população desses municípios também atingidos pela mesma cheia”. Finalizou o parlamentar

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS