close

TRABALHO: Geraldo da Rondônia cobra do governo celeridade na manutenção de rodovias

Segundo o parlamentar, uma das maiores problemática é a situação da RO 459 de acesso a Alto Paraíso

ASSESSORIA

23 de Julho de 2019 às 15:10

TRABALHO: Geraldo da Rondônia cobra do governo celeridade na manutenção de rodovias

FOTO: (Divulgação)

Em plena época da seca em Rondônia os problemas causados pela falta de manutenção nas estradas tem se tornado mais evidentes. Um assunto que o deputado Geraldo da Rondônia tem acompanhando de perto, assim como tenho recebido, principalmente por redes sociais relatos dos transtornos e prejuízos que isso tem causado a população.

 

Segundo o parlamentar, uma das maiores problemática é a situação da RO 459 de acesso a Alto Paraíso, “até agora nenhuma ação de consistência para essa situação no foi apresentada, ou melhor dizendo: realmente sentida pela população”, mencionou Geraldo da Rondônia.

 

“O acesso a Alto Paraíso pela RO 459 está interditado devido a ponte sobre o Rio Jamari ter desabado decorrente ao grande volume de águas durante a cheia do rio; e a rodovia está completamente tomada por buracos. O travessão B40, acesso intermediário ao município, a poeira é tão grande que os acidentes tem se tornando mais frequentes e sérios”, conclui o deputado referente a situação dos acessos a Alto Paraíso.

 

Geraldo falou ainda sobre sua preocupação com a RO 205 de acesso a Cujubim pela BR 364 onde o governo iniciou uma operação tapa buracos, “um serviço muito paliativo, que não está agradando a população”.

 

O deputado relatou que a RO 205 vem há anos recebendo esse serviço emergencial, sendo que cada ano que passa a situação de trafegabilidade fica mais precária. “É preciso que o governo realize serviço com massa asfáltica, um trabalho de durabilidade, que ofereça segurança para os que precisam se deslocar pela rodovia”.

 

A rodovia que liga Ariquemes a Machadinho d’Oeste, a 257, para o parlamentar, trata-se de uma das rodovias com maior número de reclamações. “A falta de recuperação de boa parte do trecho está alta. Uma região com grande volume de moradores, estudantes, e principalmente utilizada pelo escoamento da produção. O governo precisa prestar contas para a população sobre essa necessidade de serviço a curto prazo”.

 

Ainda na região do Vale do Jamari, o acesso a Buritis, talvez seja a rodovia com problemas acumulados a mais tempo, segundo o parlamentar, que frisou ainda que a solução para aquela região não é mais de tapa buracos. “Ali a rodovia precisa ser refeita. O prejuízo para os moradores de uma região grande são incalculáveis”.

 

“Deixo ainda para o governo meu pedido de atenção para a manutenção da rodovia de acesso a Cacaulândia; rodovia de acesso a Theobroma, Vale do Anari; rodovia de acesso a Governador Jorge Teixeira; rodovia de acesso a Rio Crespo. Essas regiões onde volume de serviços necessários é grande. E esta atenção tem que ser medida em caráter de urgência”, acrescentou.

 

Por essa estradas acontece escoamento de produção, universitários precisam ir e voltar todos os dias para garantir o estudo, a necessidade de socorro médico.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS